Destaques

Em entrevista,  o presidente do Sindimam, José Maria de Jesus, recorda as principais conquistas do Sindicato em 2010, os avanços do setor moveleiro e comenta sobre os projetos de trabalho do Sindimam para 2011

Como o senhor interpreta a ação do setor moveleiro em 2010?
Ocorreu um avanço fundamental para o setor moveleiro. Um facilitador essencial foi a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para zero. Tal fator alavancou as vendas do segmento, ganhamos mídia gratuita, o governo arrecadou mais impostos e o consumidor também saiu ganhando. Com esse crescimento conseguimos abrir portas para vários projetos de financiamento direcionados para as empresas, os empresários de todo o País tiveram a oportunidade de modernizar os equipamentos e instalações. O saldo foi positivo para todos.

Quais foram as prioridades de trabalho após assumir a presidência do Sindimam?
Percebi que muitas empresas do setor moveleiro do DF não tinham o hábito de participar de eventos do segmento em outros locais do País, seja por falta de recurso financeiro, disponibilidade de horário ou outro motivo. Por isso, priorizei trazer os eventos para a Capital, para facilitar o acesso ao enriquecimento profissional. Um exemplo de sucesso que o Sindimam contribuiu para realização foi o I Salão de Madeira e Móveis do Centro-Oeste - Made Móvel - realizado em junho deste ano, oportunidade para os profissionais do segmento participarem de palestras técnicas e conhecerem os produtos para acrescentar na empresa.

Qual o balanço que se faz do trabalho do Sindimam em 2010? Quais as principais conquistas?
Este ano foi muito positivo para o Sindicato, fizemos parte da concretização de um importante evento no DF, o Made Móvel. Por meio de articulação, conseguimos apoio de outros Estados (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) para quintuplicar o recurso para realização do Salão, e o resultado foi maravilhoso, o ganho foi coletivo. Conquistamos também o licenciamento ambiental de 30 empresas associadas ao Sindimam, com esse documento é possível adiquirir o alvará de funcionamento e consolidar um parâmetro para as empresas. O objetivo é identificar o destino dos resíduos utilizados na empresa para não agredir nascentes e lençóis freáticos, colaborando para a preservação ambiental.

O Sindimam contribuiu de forma significativa para a participação dos associados na Feira de Milão e também na Formóbile 2010. Viabilizamos a postergação da nota fiscal eletrônica, para 1/12/2010, estendendo o prazo para organização e adequação das empresas de acordo com as novas exigências. O Sindimam acompanhou o Encontro do comércio Brasil/Alemanha e no dia 1 e 2/12 o Sindimam marcou presença no Encontro Nacional da Indústria (ENAI), promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que abordou temas pertinentes à indústria, como exportação, câmbio, financiamento à longo prazo e capacitação profissional. Além de conquistar as menores taxas do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para financiamento em longo prazo e investimento empresarial, vale lembrar que o benefício é específico para associados que participam do Arranjo Produtivo Local Madeira e Móveis.

O Sindimam está sempre inovando, existem projetos para 2011? Quais?
Estamos elaborando uma estrutura de divulgação do Sindicato e mostrar as vantagens de ser associado. Esse tipo de atuação sindical é muito importante, o Sindimam trabalha junto com vários órgãos do governo, como o Ministério do trabalho e a Secretaria do trabalho para consolidação de interesses do segmento. Trabalhamos para realizar um workshop na segunda quinzena de fevereiro de 2011, o objetivo é apresentar vários temas do setor moveleiro e divulgar novas ferramentas, máquinas e matéria-prima para as empresas do DF.

Já está agendado inclusive o lançamento da Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e acessórios para a Indústria Brasileira 2010 (FIMMA) em Brasília, será dia 10/2, na Fibra. Planejamos a Made Móvel 2011, falta definir apenas o local de realização. Em 2011 mudaremos a realidade da industrialização no setor moveleiro do DF existente hoje, na questão de tributação. Pretendemos implantar o Plano de Cargos e Avaliação de Desempenho, que é um projeto que visa em um futuro próximo regularizar as distorções hoje existentes na contratação de pessoal, ainda em implantação em algumas empresas.

Últimas Notícias

Publicidade

Serviços

Enquete

Como o Sindimam pode lhe ajudar?

Parceiros