Destaques

cartao_2_2

Comunicamos o ADIAMENTO do 2º Seminário de Sensibilização do Projeto de Implantação de Planos de Inovação em Micro e Pequenas Empresas, que seria realizado no dia 6 de março de 2012, às 18h30, na sede desta Federação, em razão de problemas na execução do evento.

Em breve divulgaremos nova data para o encontro que é de suma importância para a disseminação da cultura inovadora em MPE´s. 

Pedimos desculpas pelo transtorno e agradecemos a compreensão.

Diretoria de Assuntos de Desenvolvimento Tecnológico 
da Federação das Indústrias do Distrito Federal

Começaram nesta quarta (5/10), no centro de convenções e exposições Excel, em Londres, as provas do 41º WorldSkills, o maior torneio de educação profissional e tecnológica do mundo, que reúne 944 alunos de cursos técnicos e de aprendizagem profissional de 51 países, entre eles o Brasil. Nas provas, os competidores, todos jovens com menos de 23 anos de idade, precisam executar tarefas do dia a dia nas diversas áreas profissionais dentro de rigorosos padrões internacionais de qualidade. Vencem aqueles que conseguem apresentar as melhores soluções dentro de prazos compatíveis com o desafio apresentado.

Neste ano, a avaliação inclui 46 ocupações. O Brasil, com 23 alunos do Senai e cinco do Senac, compete em 25 delas: aplicação de revestimento cerâmico; confeitaria; construção de moldes; desenho mecânico em CAD; design gráfico; eletricidade industrial; eletricidade predial; eletrônica industrial; fresagem CNC; instalação e manutenção de redes; joalheria; marcenaria; mecânica de refrigeração; mecatrônica; polimecânica; robótica móvel; sistema de transporte da informação; soldagem; tecnologia da informação; tornearia CNC; webdesign; cabeleireiro; técnico em enfermagem; serviço de restaurante e cozinha. Os representantes brasileiros são de Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal, Paraná, Alagoas, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Bahia.

Na cerimônia de abertura da competição, na noite de terça (4/10), no centro de eventos O2, os ingleses, anfitriões do 41º WorldSkills, apresentaram a uma platéia de cerca de 5 mil pessoas um show multicultural que mostrou as características dos quatro países integrantes do Reino Unido - Escócia, País de Gales, Irlanda e Inglaterra. O vice-primeiro ministro da Inglaterra, Nick Clegg, deu as boas vindas aos competidores.

Em seu discurso, o presidente do 41º WorldSkills, Chris Humphires, disse que a educação profissional transforma a vida dos jovens e é decisiva para o bom desempenho da economia dos países. Segundo ele, os competidores que estão em Londres para mostrar suas habilidades técnicas e pessoais já são vencedores, porque estão entre os melhores profissionais em seus ofícios. Os campeões do WorldSkills serão conhecidos na noite do domingo (9/10). “Nossa expectativa é ficar entre os cinco primeiros colocados. De preferência, queremos chegar ao pódio”, disse o diretor de Educação e Tecnologia do Sistema Indústria, Rafael Lucchesi, que também é diretor-geral do Senai. Em 2007, quando o WorldSkills foi realizado no Japão, a equipe brasileira ficou em segundo lugar, atrás da Coreia do Sul. Em 2009, no Canadá, o Brasil obteve o terceiro lugar, atrás de Coreia do Sul e Irlanda.

7ª Olimpíada do Conhecimento

Senai do Brás prepara equipe para a etapa estadual da competição
Quem vê de fora o prédio do Senai do Brás, em São Paulo, capital, não imagina as modernas instalações, máquinas e ambientes educacionais lá existentes. Esta unidade, na qual os alunos têm um histórico de sucesso em Olimpíadas do Conhecimento, vem preparando 32 participantes de 24 modalidades para a etapa estadual da competição, que ocorrerá em novembro próximo. Das cinco modalidades da última etapa nacional em que a escola participou, em março de 2010, no Rio de Janeiro, o resultado foi excelente: cinco medalhas de ouro nas ocupações de Confeitaria, Ferramentaria, Manufatura Integrada, Mecânica de Precisão e Sistema de Transporte de Informação.

Segundo o diretor da unidade, João Roberto Campaner, a Olimpíada do Conhecimento – competição promovida a cada dois anos pares pelo Senai e empresas – traz vários ganhos ao processo educacional da organização. Ele percebe que o jovem do Senai, quando participa da competição, passa a desenvolver comprometimento e responsabilidades. “Os outros alunos têm aquele menino como modelo de seriedade, de empenho. Então fazemos com que ele seja referência.”

O coordenador de Atividades Técnicas do Senai do Brás, Marcel Porto, explicou que durante o treinamento há também reuniões com os pais dos alunos e acompanhamento psicológico: “Há três meses promovemos encontros dos competidores com psicólogos, a fim de desenvolver um trabalho comportamental e emocional”.  Em meio às salas de aula, alguns alunos treinam com afinco para a competição em ambientes separados. Pelos semblantes, é visível o alto grau de concentração. Eraldo Silva e Wellington Souza, alunos em Sistema de Transporte de Informação (STI), há um ano se dedicam com o objetivo de defender a medalha de ouro da ocupação, conquistada em 2010 pelo colega Othon Alonso. “Também quero a medalha de ouro, mas, independentemente do resultado na Olimpíada do Conhecimento, a minha expectativa é terminar o nível técnico e cursar engenharia para depois dar aulas no Senai”, relatou Eraldo.

Caio Agostinho, 18 anos, não pensa diferente. Concluiu a aprendizagem industrial de eletricista de manutenção e, atualmente, faz o curso técnico de Mecatrônica. Estreando na Olimpíada do Conhecimento na ocupação de Eletricidade Industrial, treina desde junho de 2010 para o evento e tem a mesma expectativa que seus colegas. “Primeiramente, quero adquirir conhecimento prático na indústria para, depois, dar aulas no ramo da eletricidade e automação no Senai.”

Em Robótica Industrial, o docente Fábio Nascimento treina os alunos Max Mazakina, Eduardo Bonilho e Vinícius Vermieiro. De acordo com ele, a função dos competidores é melhorar cada vez mais a sinergia entre software e estrutura física. “É fundamental uma mecânica e um software precisos, pois na competição eles têm apenas uma hora para fazer a programação do robô. Então é necessário que este processo seja realizado o mais rápido possível, daí a necessidade de desenvolver um programa mais simples e eficiente para reduzir o tempo da atividade”, esclareceu Nascimento.

Fonte: Portal SENAI HOJE

Atendendo solicitação do Presidente, Sr. José Maria, informamos a Vossa Senhoria que foi necessário deliberar no sentido de adiar a Reunião da Diretoria Executiva agendada para amanhã dia 21 de julho de 2011 às 17 horas, por ter agendada para esta mesma data a Reunião do Conselho Administrativo do Sicoob Empresarial. Sendo assim, informaremos posteriormente a data que a mesma será realizada, ficamos na expectativa de contarmos com sua compreensão.

Representado por seus dirigentes, o Sindimam marca presença em decisivos procedimentos de interesse do setor da madeira e do móvel no DF. Geralmente, a participação do Sindicato é ativa em questões ligadas às políticas públicas governamentais, transmitindo informações pertinentes do segmento moveleiro, possuindo um papel fundamental em prol dos empresários do setor.

Representantes no governo do DF

José Maria de Jesus compõe o Comitê Distrital de Implementação da Lei Complementar Federal nº 123/2006, e a Câmara de Agricultura e Indústria do COPEP/DF, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Roberto Maurício Moraes integra a Junta Comercial do Distrito Federal, da Secretaria de Comércio e Serviço, além de marcar presença na Câmara do Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais – TARF, da Secretaria de Estado de Fazenda do DF.

José Luiz Diaz Fernandez faz parte do Conselho de Gestão do Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo do DF – COPEP/DF, integra o Comitê de Financiamento e Apoio a Atividade Produtiva – COFAP da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e é conselheiro da Companhia Imobiliária de Brasília - Terracap, representando a Indústria do DF.

Cláudio da Costa Vargas agrega a Câmara de Agricultura e Indústria do COPEP/DF, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, e unifica a Câmara do Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais – TARF, da Secretaria de Estado de Fazenda do DF.

Marcelo Ribeiro Bilac compõe o Conselho de Recursos Hídricos – CRH, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente – SEDUMA.

Representantes na Federação das Indústrias do DF

José Luiz Diaz Fernadez é 1º vice-presidente da Fibra e suplente no Conselho Deliberativo do SEBRAE.

Roberto Maurício Moraes é vice-diretor de Assuntos de Defesa de Interesse Industrial na Fibra.

José Maria de Jesus é vice-presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal.

Cláudio da Costa Vargas é diretor da Federação das Indústrias do Distrito Federal.

Marcelo Ribeiro Bilac é diretor da Federação das Indústrias do Distrito Federal. 

Leandro de Souza e Silva é suplente do Conselho Fiscal da Fibra.

 

Últimas Notícias

Publicidade

Serviços

Enquete

Como o Sindimam pode lhe ajudar?

Parceiros