Destaques

CC.1

 

 

CC.2

CC.3

 CC.4

 CC.6CC.7CC.8

 CC.9

 CC.10

 CC.11

 CC.12

 CC.13

 CC.14

 

Leandro Souza Ambientes vende equipamento moveleiro:

Anncio

Para outras informações: (61) 8150-0681 ou tatianagrell@gamil.com 

Sob o ponto de vista que o mercado de trabalho carece de profissionais com curso técnico, a diretoria do Sindimam reforça a importância dessa profissionalização nos dias atuais, em específico para o setor moveleiro. O especialista em produção moveleira tem a possibilidade de se formar para gerenciar todas as fases do processo produtivo de móveis. Esse profissional possui profundos conhecimentos sobre os tipos de madeiras e suas combinações com outros materiais, entende sobre as tecnologias de acabamentos e também o processo de produção como um todo.
Para se ter ideia da amplitude dessa área, o profissional do segmento moveleiro que possui formação em nível médio pode optar por cursos técnicos com duração de dois anos. Os cursos disponíveis para tal qualificação são variados: Técnico em produtos de design de móveis, Técnico em design de móveis e o Técnico em móveis e esquadrias. Além disso, existem também os cursos livres que podem aperfeiçoar o trabalho do funcionário da indústria moveleira, como na área de Mobiliário, Ergonomia e outras. Importante destacar que grande parte dos técnicos já conclui o curso com emprego garantido.
Em Brasília, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF) disponibiliza 190 vagas para cursos técnicos em diversos campos de trabalho. As inscrições que se encerram no dia 31/5 englobam vagas nos cursos de edificações, manutenção automotiva, segurança do trabalho, eletrotécnica, administração, eletromecânica e redes de computadores. As vagas serão abertas para as unidades de Taguatinga, Gama e Centro de Tecnologia da Informação, no SIG.
A demanda é tamanha que o governo federal estendeu o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que financia o valor do curso, também para os cursos técnicos e profissionalizantes. Empresários poderão financiar a participação dos funcionários em cursos técnicos de instituições privadas habilitadas pelo Ministério da Educação (MEC). Estudantes e qualquer pessoa que tenha o ensino médio completo poderão ter acesso ao financiamento, por meio do Fies Técnico, disponível no MEC. Além disso, o Ministério da Educação acaba de lançar o Portal do Pronatec (Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica), veículo oficial de informações sobre o Pronatec 2011 e demais subprogramas que integram o Projeto do Pronatec 2011. As inscrições estão previstas para junho deste ano. Todas as medidas anunciadas até o momento dependem da aprovação do projeto de Lei do Pronatec 2011.

 Fonte: Assessoria de comunicação do Sindimam

Carto_de_pscoa

Prezado Associado,

Conforme solicitação do Presidente, Sr. José Maria, informamos a Vossa Senhoria que o SINDIMAM  conseguiu uma redução com o Procad, no valor da Licença do Software  PROMOB PLUSS.
 
De acordo com a proposta do Procad, se captarmos um grupo de cinco  empresas interessadas o valor da licença sairá por R$ 2.050,00 (dois mil e cinqüenta reais),  porém caso o número de interessados alcance 10, o valor poderá ser renegociado.
 
Solicitamos que as empresas  interessadas em adquirir o software envie e-mail (sindimam@sistemafibra.org.br) até o dia 19/4..

Att,

José Ilton
Coordenador do Projeto de Madeiras e Moveis

Últimas Notícias

Publicidade

Serviços

Enquete

Como o Sindimam pode lhe ajudar?

Parceiros